A Cura Interior

15/02/2010 03:17

Fomte: Recados do Aarão

 Jean - 

09.02.2010 


A Cura Interior  

     Com certeza, as feridas provocadas por outros, ou por acontecimentos trágicos da vida, nem sempre se cicatrizam, principalmente se a pessoa rememora e reativa o seu passado, em cada situação, evocando mais ou menos confusamente, a ferida originária. 
     Em decorrência dos seus problemas de saúde, qual o homem que não tenha solicitado, algum dia, por sua cura? No decorrer de toda a Sua Vida Pública, o Senhor Jesus, generosamente, respondeu ao apelo do homem sofredor. Ainda mais, hoje em dia, Ele responde particularmente neste vasto domínio, que é a “Cura Interior”. Nesta idéia maior e que não se pode evitar, é que pelo Espírito Santo, e através de Sua Igreja, as Graças são concedidas ao vosso mundo. 
Torna-se comum, que num primeiro momento, uma pessoa com forte Depressão, procurará se apegar ao que a sociedade propõe, através de suas numerosas propagandas que surgem, como: Psicanálise, diversas Terapias, Seminários de Desenvolvimento Pessoal, Vidência, a prática da Yoga, e chegando até aos meios os mais surpreendentes e muito perigosos, que estão na ordem do Oculto. Algumas destas podem se reconhecerem eficazes por um período de tempo, mas permanecem muito numerosas as pessoas que continuam a não encontrar, no profundo delas mesmas, a paz do coração, da alma! E mesmo algumas, podem se tornar vítima das seitas. 
No seu caminhar, todo homem é pessoalmente tocado pelo Senhor, em particular, quando ele experimenta uma angústia física ou moral, e isto quando não se restringe apenas a estas duas angústias. Que o homem se volte para o Senhor e deste modo, a esperança nascerá no seu coração, quando ele perceber que a Palavra do Senhor se endereçará pessoalmente a ele, a ele, que está na angústia e na aflição, prisioneiro de suas lembranças obsessivas. Sim, é o Senhor, Ele mesmo, seja através de um Padre, seja por vossa Oração pessoal, numa Peregrinação, num Grupo de Oração ou na Santa Missa, Ele intervirá nas vossas feridas. 
Pedi que Deus vos ensine a amá-Lo, que vos dê o desejo do Céu, a paciência, a alegria interior, e principalmente, que Ele vos ajude a amar os outros, e a perdoar, porque, neste caso específico, vos será muito difícil de conseguir isto, por si só. Em seguida, nada impede que vós peçais tudo o que vos é indispensável, e também, peçais a Ele, para vos tirar tudo o que vos perturba. 
    Deus é Amor. Ele ama todos os homens e vos ama pessoalmente, e como retorno, vós deveis amá-Lo e vos amar uns aos outros. 
      Pode vos ocorrer de não estarem sendo atendidos no vosso pedido de Oração de Cura, mas compreendam bem, que a conversão do coração é bem mais importante do que a cura do corpo. 
 
            Deus jamais vos recusará os bens espirituais, sobretudo este Bem maravilhoso que é a Fé; mas, Ele não satisfará, forçosamente, todas as vossas necessidades. 
        Sob a luz do Pai Eterno com o infinito amor do Senhor e de Sua Santa Mamãe e com os irmãos do Céu e sua ternura, nós vos abençoamos em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. 
      Jean, mensageiro da Esperança. 


03.02.2010

A ORAÇÃO que se faz pelo OUTRO é muito mais poderosa 

Não vos canseis jamais de rezar. Um dia, vereis de que maneira maravilhosa todas as vossas Orações foram atendidas, e então, se arrependerão profundamente de terem rezado tão pouco!! Deveis persistir sempre, em rezar, afim de que vossa Oração prevaleça em louvores. 
Quando vos reunis em Grupos de Oração, assim como quando pedis Intenção de Missas, é geralmente para os outros que o fazei. 
Retomai os Evangelhos, e vede como Jesus rezava para o Seu Pai; considerai que cada vez que uma pessoa faz um apelo ao Senhor, isto se trata de uma Oração. 
Efetivamente, é pela Oração, que vos dirigis ao Senhor. Muitas vezes, é pelos outros que  rezai, seja na terra, pelas vítimas das catástrofes, pelos sofredores, pelos doentes e pelos desencorajados, deprimidos; rezai igualmente, para todos aqueles que passaram para o outro lado da margem, e que precisam demais de vossas Orações. 
É pela Oração à Santa Virgem Maria, em Caná, que o Senhor Jesus realizou o Seu Primeiro Milagre. A Virgem Maria havia rezado para os outros, amigos e próximos, que haviam sido convidados para as Bodas, e havia faltado vinho. Este pedido de Maria é bem o começo da Oração de Intercessão da Mãe de Deus, para a qual também, podeis fazer vossos apelos. Para o paralítico levado a Jesus, por seus amigos, que tiveram que descê-lo através do teto de uma casa, foi bem por este paralítico, que estes amigos intercederam. Mas, cada vez que pedirdes pelo OUTRO, vós sereis o primeiro beneficiado, pois isto será contado, lá no Céu, em vosso favor. 
Pode acontecer de rezarem por vossa própria doença, vossas necessidades; mas, em regra geral, será mais freqüentemente um pedido de Oração pelas penas morais e dores profundas de outra pessoa. Esta Oração é sempre atendida, porque através dela, vosso amor-próprio recua, e se expressa toda a vossa boa atitude. Este é o motivo pelo qual, a Oração feita pelo outro é, muitas vezes, maior e mais cara aos olhos do Senhor, do que a Oração feita só para si mesmo. 
Considerai que sede todos pecadores. Quando adentrais numa Igreja ou que começais a rezar, e vosso coração sofre pelo outro, vós depositai o vosso pensamento sofredor no Altar de Deus. Saibam, que neste momento, vós vos elevais em direção a este Altar e vossa alma voa para o Senhor. Com a vossa alma que se transcende, vós levais junto do Senhor, também, esta alma pela qual estais rezando; então, vós estais todos os dois, não mais na terra, mas como que desprendidos dela. É naquele momento, que entrando no invisível tão presente, que todas as leis da terra se ocultam.  
Cada pessoa que reza por seus amigos, pelo seu próximo e pelos outros, sabe como a Oração é  poderosa. Cada um sabe que, às vezes, podemos sentir a Oração dos outros sobre nós mesmos. 
No momento em que estiverem diante de Deus e que recitai o “Pai Nosso” , vós rezai para que a Sua Vontade seja feita; sim, vós deveis rezar pelos outros, sem vos fadigar, sem vos interromper, sem sentir preguiça, pois o maior AMOR é daquele que toma o caminho da ORAÇÃO. 
É pela Oração que a Igreja se mantém, se apoiando na Fé e na Caridade dos seres humanos. Quando rezai uns pelos outros, vós estais estreitamente ligados uns pelos outros, como irmãos e irmãs, pois não são as vossas deficiências que se sobressaem, mas é o Poder de Deus que está operando. 
Pode vos ocorrer de estar incapacitado de ajudar uma pessoa pela ação ou pela palavra, de não poder tirá-la de seu infortúnio, de curá-la. Mas, vós não podeis esquecer que tendes o Senhor, com o firme e forte apoio da Oração. Colocai isto que eu vos disse em prática, verificando-o: rezai com convicção, ardor e força, e vereis que por mais fraca que tenha sido a vossa Oração, ela sempre será eficaz, pois é o Poder de Deus que se manifestará nela. Se o Senhor vos parece distante, compreendais que é vossa culpa, vossas dúvidas. Se O invocais, rezando pelo vosso próximo, Ele estará sempre convosco, e vós o sentireis. Jesus Cristo não terá dito: “O que pedirdes ao Meu Pai, em Meu Nome, vos será concedido”. Deus não faz de vós uns mendigos, mas vos convida para a Sua refeição. É nisto que reside a vossa verdadeira dignidade. E o Cristo vem sempre estabelecer um encontro, mesmo nas regiões mais afastadas do coração humano. 
Sob a Luz do Pai Eterno com o infinito amor do Senhor Jesus e de Sua Mamãe, a Santa Virgem Maria e com todos os irmãos do Céu, nós vos abençoamos em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. 

Jean, Mensageiro do Amor do Céu. 
 

Tradução: Chantal Maduro.  

© 2010 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode